Google+ Conheça o mamífero voador que é basicamente um grande pedaço de pele | Curiosidades, Dicas e Humor

Conheça o mamífero voador que é basicamente um grande pedaço de pele


Mamíferos como nós simplesmente não foram feitas para voar – exceto pelos morcegos. Há, no entanto, criaturas como os petauro-do-açúcar e os esquilos voadores, que podem dar algumas boas planadas. Porém, em comparação com o adorável e pouco conhecido colugo, eles não têm muito do que se gabar.


Ele é o mamíferos planador mais talentoso de todos e tudo isso é por causa de uma aba gigante de pele que possibilita que ele plane por 60 metros de árvore em árvore. Sua membrana expansiva, conhecida como um patagium, estende-se a partir do seu rosto, vai até as pontas de seus dedos e chega até a sua cauda, por isso, “geometricamente, ela tem a maior área possível entre esses membros sem realmente chegar a evoluir uma asa inteira, como no caso dos morcegos”, explica o biólogo de conservação Jan Janecka, da Universidade de Duquesne, em Pittsburgh, nos Estados Unidos.

Com um corpo tão evoluído, o colugo, também conhecido erroneamente como um lêmure voador, gasta suas noites de lazer deslizando através das florestas do Sudeste Asiático. Seus esqueletos, ainda que não sejam tão frágeis quanto os dos morcegos, são mais finos e mais alongados do que os de um esquilo, e mais leves, aumentando a sua área de superfície. E os seus olhos enorme não apenas lhes dão uma boa visão noturna, mas também uma excelente percepção de profundidade – o que não é uma vantagem insignificante quando você está vindo de encontro ao tronco duro de uma árvore.

Eles são tão bem adaptados a esta característa que as mães colugos não têm nenhum problema de flutuar por aí com seus filhotes. E elas fazem isso por um longo tempo, já que seus filhotes nascem muito subdesenvolvidos. Eles não são tão impotentes quanto, digamos, marsupiais jovens, que desfrutam do conforto da bolsa de sua mãe, mas certamente não são tão desenvolvidos como a maioria dos mamíferos.

E, como se a pele do colugo não fosse bizarra o suficiente, seus dentes são em forma de pequenos pentes. Isto pode ajudá-los de alguma forma a se alimentar ou pode desempenhar um papel na preparação para capturar parasitas em sua pele. É isso aí: estes bichinhos podem estar escovando seus cabelos com pentes construídos diretamente em seus rostos.


Infelizmente, além de assistir as mamães voando por aí com seus bebês, nós não sabemos muita coisa sobre a vida social do colugo. Os esforços para mantê-los em cativeiro têm sido em grande parte inúteis – vale lembrar que estas criaturas são projetadas para deslizar por 60 metros e será preciso muita sorte para encontrar esse tipo de espaço em um jardim zoológico. “Basicamente, suas jaulas não eram grandes o suficiente para permitir-lhes deslizar longas distâncias”, conta Janecka. “E, como não podiam flutuar, eles não poderiam manter sua patagium bem conservada e seca o suficiente.” Os animais criados em cativeiro desenvolveram infecções na pele, talvez a partir de um fungo, e morreram.

Ironicamente, é o excesso de espaço na natureza que está ameaçando algumas populações de colugo. O desmatamento pode deixar espécies em ilhas de árvores, mas mesmo se os madeireiros deixarem apenas algumas manchas vazias na floresta, há um grande problema para o colugo. Isso porque não importa que eles sejam os mamíferos planadores melhor desenvolvidos na Terra, com certeza, se há muito espaço entre as árvores, o colugo corre o risco de dar de cara no chão. E, como você pode ver abaixo no vídeo da National Geographic (eles prenderam uma câmera em um colugo), a pele extra da criatura se torna praticamente inútil em qualquer lugar menos no topo das árvores. Eles se tornam, então, um alvo fácil em um habitat repleto de predadores.

Fonte: hypescience
Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.