Google+ Carro movido à água, invenção Brasileira? | Curiosidades, Dicas e Humor

Carro movido à água, invenção Brasileira?

História da invenção e desaparecimento de Sidney Godolphin


Um certo funcionário de uma oficina na cidade de São Bernardo do Campo, além de metalúrgico, era professor de física e havia conseguido criar um sistema por meio do qual um veículo conseguisse andar movido à água. Este trabalho não era nenhuma novidade, pois à apenas cinco anos antes, outro professor de física uruguaio, também havia conseguido a proeza. Estranhamente, nunca mais se ouviu falar deste professor uruguaio. 

O estranho foi o que ocorreu com o professor brasileiro. Ele foi convidado à fazer cursos de especializações na Inglaterra. Prontamente viajou para lá e ficou alguns anos "estudando" em solo inglês.

Ao final da sua temporada, retornou para a montadora onde trabalhou até se aposentar. O estranho foi a maneira como ele voltou, pois ficou literalmente abobado, aéreo, sem falar coisa com coisa, algo como alguém que teria sofrido uma lavagem cerebral. Este homem de pouca sorte, acabou se aposentando, afinal de contas, estamos falando dos anos 70 e atualmente ele já é aposentado pela montadora alemã, mas não conseguiu desenvolver mais nada, nunca mais tratou do assunto e só conseguia trabalhar como uma máquina que faz somente o necessário e não mais que isso.


Em 1984 uma invenção inusitada foi patenteada por um brasileiro. O carro supostamente movido à água teria sido criado por Sidney Godolphin, consultor energético.

A história é realmente intrigante e cheia de mistérios. Principalmente porque Godolphin desapareceu, sem deixar rastros, pouco depois de divulgar sua descoberta. Uma das hipóteses levantadas na época, era de que a invenção de um carro movido à água naõ teria sido aceita por instituições oficiais, que queriam desenvolver o Proálcool e manter o consumo elevado de petróleo e seus derivados.

Godolphin dizia ter conseguido rodar 400 quilômetros utilizando um litro de água e outro de gasolina. As afirmações do inventor teriam o levado a um hospício militar. A suspeita era que os poderosos do petróleo tivessem desaparecido com Godolphin com o objetivo de garantir o monopólio dos combustíveis. Mas, a verdade, é que a história nunca ficou comprovada.

Relatos dizem ainda que Sidney Godolphin teria passado um tempo na Inglaterra e que, ao voltar para o Brasil, já não se reconhecia nele a inteligência de antes. Infelizmente, ele não tocou mais seus projetos e nunca mais se ouviu falar na invenção do carro movido à água.

Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.