Google+ 6 animais que matam as piores criaturas da natureza com facilidade. Dois são brasileiros | Curiosidades, Dicas e Humor

6 animais que matam as piores criaturas da natureza com facilidade. Dois são brasileiros

Hollywood nos ensinou a ter medo das criaturas erradas. Esqueça tudo o que você sabe sobre os bichos mais assustadores da natureza. Para cada animal que você ficaria apavorado de se deparar em estado selvagem, há pelo menos uma outra besta que o vê como um lanche saboroso.

1. A ave que come ursos e texugos


Então você é um texugo – um lutador notoriamente traiçoeiro que mantém um Recorde Mundial do Guinness de “má atitude no reino animal”. Tendo passado por esse cenário cinco vezes antes na lista acima, você sabe que algo está provavelmente pronto para te pegar e tecnicamente você deve ficar preocupado. Mas você não vai ficar, porque desta vez você é o texugo-do-mel (também conhecido como ratel).

Se você não sabe o que significa ser um texugo-do-mel, explico: você está disposto a levar milhares de picadas de abelhas para acabar com uma colmeia e satisfazer o seu desejo por mel. Você é provavelmente o animal mais destemido do mundo, e ataca e mata basicamente qualquer coisa que se movimente. Você demora apenas 15 minutos para comer uma cobra de 1,50 metros. Quando defrontado por um outro macho da mesma espécie, você ataca primeiramente seus testículos. Você é tão carniceiro e tão sem critérios de seleção para aquilo que ataca, comendo mamíferos, lagartos e répteis, que nem mesmo criaturas como leões e leopardos costumam tentar atacá-lo.

Até que uma sombra tampa o sol que ilumina sua vitória. É Aquila chrysaetos – mais conhecida como a águia dourada -, cujo nome se traduz em “morte” entre os grunhidos, rugidos e silvos em muitas línguas animais pelo mundo todo.

A águia dourada pode detectar movimento a 3.000 metros no ar. Se estiver se sentindo particularmente babaca, vai até um animal protegendo seus filhotes e simplesmente os arranca debaixo dele. Essa ave não tem predadores naturais e, graças ao seu voo, músculos e um arsenal de apêndices afiados, tende a encontrar-se no topo de qualquer cadeia alimentar que ocupe.

A águia dourada ignora as regras de um dos jogos mais importantes do planeta: o chamado “não mexa com os ursos”.

O texugo não é de mostrar medo, como falamos. Mas não demora e ele precisa reconhecer o seu verdadeiro lugar no reino animal: em uma pequena poça de seu próprio xixi, escondido debaixo de uma carcaça que deveria ser a sua refeição, enquanto a águia dourada calmamente satisfaz sua fome, sem um pingo de preocupação no mundo. 

2. O felino que come crocodilos


Desta vez, você encontra-se na pele de um jacaré (ou caimão), o equivalente amazônico de um crocodilo. Você está pegando um bronze em sua parte favorita da margem do rio, preguiçosamente olhando a linha d’água em busca de algo para consumir, quando nota um grande gato bizarro. Por que ter medo dele? Felinos nem gostam de água.

Então você fica de boa. Até pode resolver atacá-lo. Mas, se você já entendeu o recado dessa lista, pode adivinhar o que vai acontecer com você.

O jaguar ou onça-pintada, o maior felino do hemisfério ocidental e o terceiro maior do mundo, com as mandíbulas mais fortes entre todos os gatos – fortes o suficiente para abrir uma carapaça de tartaruga -, vai te matar.

E, enquanto o jaguar não parece nada inofensivo e teríamos muito medo ao nos deparar com um desses bichos, poderíamos assumir que ficaríamos minimamente seguros dessas feras na água. Só que não!

Jaguares podem e vão atacar jacarés no seu próprio ambiente. Eles abocanham a presa com facilidade e podem até desafiar seu inimigo em águas de dois metros de profundidade.

Aliás, por que um grande gato atacaria um caimão, quando há uma abundância de presas mais fáceis ao redor? Seria ele um adolescente idiota? Estaria ele se exibindo para uma jaguar fêmea nas proximidades?

Seja qual for a resposta, considere que esse mesmo gato pode derrubar uma anaconda se quiser, e chegue à sua própria conclusão.

3. A baleia que aterroriza grandes tubarões brancos


Vamos dizer que você tem que escolher um animal para ser na sua próxima vida. Você decide escolher a única criatura que absolutamente não vai ser comida por ninguém. Você escolhe a mais perfeita máquina de matar da Terra: o grande tubarão branco.

Você agora tem 6 metros e pesa 2.270 quilos, além de ser temido por todas as criaturas do mundo, incluindo seres humanos. Sua única preocupação é evitar cidades costeiras cheias de barcos de pesca.

E daí você encontra uma orca. Tipo a Free Willy, certo? Você certamente não demonstra nenhum medo dessa baleia da Disney quando, de repente, percebe que está sendo catapultado e está sufocando, até perder os sentidos (amém) antes de suas estranhas serem comidas por uma coisa que seria o bicho de pelúcia perfeito, ao lado de pandas e filhotes de cachorro.

A orca, mais conhecida como baleia assassina, não caça necessariamente grandes tubarões brancos para comer. Os cientistas não têm certeza de qual é a relação entre as duas espécies. O que eles sabem é que essas baleias são inteligentes o suficiente para descobrir que os tubarões precisam se mover para respirar, de forma que os mantêm de cabeça para baixo até que fiquem imobilizados e sufoquem. Depois disso, se tornaram piores que serial killers.

Sim, isso é uma orca comendo o fígado de um tubarão branco. Curiosamente, este caso particular de roubo de órgãos não foi um incidente isolado. Em outro exemplo, um grande tubarão branco se aproximou de duas orcas enquanto elas comiam uma foca e acabou sendo estripado por seu fígado.

Esses ataques têm um efeito grave sobre a comunidade de tubarões. Em dois casos totalmente separados ao largo da Califórnia (documentados com três anos de diferença), grandes tubarões brancos encontrados sem fígado resultaram em TODA a população local desses animais – até 100 indivíduos – fugindo da ameaça das orcas dentro de dias.

Em um caso, um tubarão que os pesquisadores seguiram não só saiu da região que se encontrava, como nadou 3.660 quilômetros até o Havaí! O meio do deserto Saara provavelmente ainda seria perto demais de orcas para os tubarões brancos.

4. O pássaro que come vespas gigantes asiáticas como pipoca


Como uma vespa gigante asiática (também conhecida como vespa mandarina) temível, você e sua gangue passam os dias aterrorizando o Japão, derrubando animais centenas de vezes o seu tamanho e estrelando em vídeos do YouTube com cenas inéditas de seu último massacre. Não há praticamente nada no mundo que possa suportar as neurotoxinas de seu ferrão desnecessariamente enorme. Você é cruel e incapaz de temer qualquer coisa, como seria de se esperar de um inseto que já foi declarado um dos cinco mais terríveis do mundo.

O que o torna ainda mais chocante quando uma ave aleatória começa a comer você e seus amigos como se fossem pipoca.

Pernis ptilorhynchus, o bútio-vespeiro-oriental, é um grande pássaro. Ele é o único predador natural das vespas gigantes asiáticas – e, portanto, praticamente a única coisa que evita que todo o ecossistema da Ásia entre em colapso em um reino obscuro governado pelo Rei Vespa.

Ele possui certas vantagens naturais, como um revestimento de penas únicas capazes de protegê-lo contra picadas de vespa (como o equivalente ornitológico do traje do Batman), que o permitem caçar esses monstrinhos.

Embora o YouTube ostente seu quinhão de vespas gigantes apavorando o mundo animal, há também imagens de um bútio fazendo uma armadilha e emboscando um ninho de vespas, como o vídeo abaixo. Veja como o pássaro come seus filhotes debochando da impotência desses insetos mal encarados, e deixando o local somente após destruir sua base de operações.

5. O boto que se alimenta de piranhas


Você está tendo um dia excelente com suas colegas piranhas, mastigando as pernas de exploradores de rio infelizes, reduzindo vacas inteiras a esqueletos e apreciando a sua reputação como o peixe mais fodão de água doce da existência.

O seu dia fica cada vez melhor quando você nota uma nova refeição em vista. Francamente, o bicho parece ridículo – um golfinho completamente cor de rosa. O animal do rio Amazonas, conhecido para nós como boto cor de rosa, seria a escolha de reencarnação de qualquer pônei. Possui um cérebro 40% maior que de um ser humano e a lenda diz que faz sucesso com as mulheres. Além disso, é rosa.

No entanto, você e suas colegas descobrem da pior maneira possível que a coisa adorável e provavelmente inofensiva do boto é na verdade um caçador habilidoso com um gosto especial por carne de piranha.

O corpo e pescoço excepcionalmente flexíveis do boto lhe permitem manobrar através do intrincado labirinto de galhos e troncos de árvores abaixo do Amazonas. Esta é uma má notícia para as piranhas, até o ponto onde foi sugerido que elas nadam em cardumes por medo de serem comidas.

A tática do amontoamento se prova inútil contra os assassinos cor de rosa, no entanto. Esses animais comem piranhas como e quando quiserem, e ainda nadam em grandes lagos quando os níveis de água caem só para tirar proveito de suas presas encurraladas e ter um banquete dos deuses.

6. A vespa que se alimenta de tarântulas


Você é uma tarântula e não tem um pingo de preocupação do mundo. Todo mundo sai correndo ao te ver, você é o Chuck Norris da vida real. Ao percorrer a paisagem à procura de um lanchinho, você se depara com uma presa em potencial: um inseto de aparência boba zumbindo desajeitadamente. Levanta-se na posição de ataque, se prepara para uma matança fácil… E acorda horas depois, incapaz de se mover, com um sentimento desagradável se contorcendo dentro de você.

Você foi capturado por uma vespa da notória família Pompilidae de caçadoras de aranhas. A chamada vespa caçadora é o bicho-papão das pequenas crianças tarântulas. Sua única missão na vida é transformar o mundo em um filme de terror sem fim para a sua presa aracnídea. Neste caso, o filme é Alien.

Fonte: hypescience
Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.