Google+ 5 mentiras que todos acreditam sobre o metabolismo | Curiosidades, Dicas e Humor

5 mentiras que todos acreditam sobre o metabolismo


O metabolismo tem sido um tema polêmico. Sem ele, nós não teríamos energia para sair da cama de manhã, muito menos para queimar calorias durante todo o dia. No entanto, mesmo com seus inúmeros benefícios, o metabolismo frequentemente carrega o peso da culpa pelo ganho de peso. 

Com todas as dietas da moda e truques especiais destinados a acelerar o metabolismo, os fatos muitas vezes ficam perdidos no meio de toda a ficção.

Para ajudar a esclarecer a confusão, segue a verdade por trás dos cinco principais mitos sobre o metabolismo:

Mito 1: indivíduos mais magros têm um metabolismo mais rápido

Às vezes, parece que algumas pessoas mais magras podem comer o que quiserem sem sofrer aparentemente nenhuma consequência. Certamente, elas têm um metabolismo mais rápido do que a média, certo? Não é bem assim.

O metabolismo, na verdade, tem um pouco a ver com o tamanho do corpo, mas não da maneira como muitos pensam. De acordo com Dr. Yoni Freedhoff, professor assistente na Universidade de Ottawa, no Canadá, “indivíduos magros quase que invariavelmente têm metabolismos mais lentos durante o repouso”, explica.

Como resultado, os indivíduos maiores geralmente têm um metabolismo mais elevado (ou seja, eles queimam mais calorias em repouso) do que suas contrapartes mais magras.

Mas não se alegre ainda. Não é apenas qualquer peso adicional que aumenta o metabolismo. Músculos, em particular, têm um enorme efeito sobre a quantidade de calorias totais que alguém queima durante todo o dia. Comparando dois indivíduos de peso semelhante, a pessoa com a maior quantidade de músculos terá geralmente o metabolismo mais rápido.

Esta é apenas uma das razões porque é importante emparelhar qualquer programa de perda de peso com um plano de treinamento de força adequado. Quantidades de músculo extra podem ajudar a acelerar a perda de peso muito mais do que um plano só de dieta. Ou seja, embora o tamanho do corpo seja um fator, a composição corporal tem um efeito muito maior sobre o metabolismo.

Mito 2: pular uma refeição desacelera o seu metabolismo

Quem busca perder alguns quilos deve fazer refeições e lanches frequentes durante todo o dia, certo? Acontece que a velha noção de comer uma refeição a cada três ou quatro horas para aumentar o metabolismo de uma pessoa não é exatamente o conselho perfeito. Na verdade, a frequência com que alguém come pouco tem a ver com a velocidade do seu metabolismo. Freedhoff explica: “Comer a cada quatro horas é popular porque comer frequentemente, para muitos, ajuda a controlar a fome. Isso, por sua vez, permite um melhor controle das escolhas e das porções”.

Certos indivíduos (aqueles propensos a desejos ou necessidades dietéticas especiais) podem se beneficiar ao consumir várias refeições ao longo do dia. No entanto, para o resto de nós, os fatores mais importantes a considerar são a quantidade e qualidade dos alimentos que consumimos.

Se você comer 2.000 calorias de arroz em uma refeição ou espalhá-las durante todo o dia, elas ainda têm um efeito semelhante, diz Freedhoff. Em vez disso, talvez seja melhor se concentrar em comer alimentos de qualidade em um prazo que se encaixa no seu horário individual.

Mito 3: Tudo que é comido no fim da noite se transforma em gordura

“Evite comer tarde da noite” é uma das peças mais populares de consultoria em nutrição do planeta. Embora possa ser fácil pensar que o nosso corpo tem um relógio interno para armazenar tudo que é comido depois de um período na forma de gordura, não é tão simples assim. Muitos aspectos, incluindo vários hormônios, a qualidade dos alimentos, conteúdo alimentar e o gasto energético influenciam como nossos corpos armazenam o combustível.

Infelizmente, simplesmente abster-se de comer tarde da noite não é suficiente para impedir o armazenamento de gordura.

Em vez de se concentrar no momento do consumo, mais atenção deve ser colocada sobre o que e quanto nós estamos comendo. Na verdade, ter uma refeição à noite não é pior do que comer em qualquer outro momento durante o dia, desde que a refeição seja composta de alimentos saudáveis (e não de um balde de sorvete).

Freedhoff compara esse cenário com a ação de abastecer um carro. “O tempo do dia em que você coloca gasolina no seu carro não vai afetar o quão longe você vai com aquele combustível”, diz ele. Desde que você esteja comendo alimentos de alta qualidade nas porções certas, a maioria das pessoas não vai notar a diferença entre comer à noite ou no início do dia.

Mito 4: Metabolismo significa queimar calorias

Muitos entendem metabolismo como a rapidez com que alguém queima calorias. Mas enquanto isso é, certamente, uma parte importante do metabolismo, na verdade existem dois componentes principais desse processo.

Catabolismo, ou a quebra das ligações químicas para liberar energia, é a mais bem conhecida parte do processo, uma vez que libera energia na forma de calorias. No entanto, algo tão essencial quanto é o anabolismo, o armazenamento de energia sob a forma de ligações químicas para uso posterior, incluindo carboidratos e gorduras. Um metabolismo funcionando adequadamente é um delicado equilíbrio de ambas as funções.

Mito 5: Você não tem controle sobre o seu metabolismo

Quando confrontado com um peso indesejado, é fácil colocar a culpa em seu metabolismo. No entanto, verifica-se que os indivíduos têm mais controle sobre seu metabolismo do que se pensava anteriormente.

Como mencionado acima, a composição corporal tem um enorme efeito sobre a rapidez com que o corpo de alguém queima calorias. Uma maneira fácil de acelerar seu metabolismo é a construção muscular através de levantamento de pesos. Além de modificar sua rotina de exercícios, existem várias outras maneiras de queimar calorias em um ritmo mais elevado:
  • Durma mais. A quantidade de descanso afeta o seu humor e produtividade no dia seguinte, além do seu metabolismo. Indivíduos privados de sono têm uma diminuição da capacidade de gerenciar os níveis de açúcar no sangue e também podem sentir mais fome (em especial por alimentos ricos em carboidratos);
  • Tome água. Pesquisadores descobriram que consumir água pode ter um impacto positivo sobre quantas calorias você queima durante todo o dia. Isto é devido a um processo chamado termogênese, no qual o corpo deve queimar calorias para aquecer a água até a temperatura do corpo. Hidratação com água também desempenha um papel fundamental para ajudar a regular o metabolismo do corpo inteiro (especialmente durante o exercício);
  • Não se esqueça da cafeína. Amantes do café, alegrem-se! Acontece que a xícara de café pode dar-lhe mais do que apenas um impulso de energia no meio do dia. Quando os pesquisadores deram café a alguns indivíduos e, em seguida, mediram sua queima calórica, eles descobriram que os indivíduos com cafeína queimaram mais calorias do que os seus homólogos descafeinados.
  • Obtenha proteína suficiente. Decisões alimentares (especialmente o consumo de proteína) têm um impacto profundo sobre o metabolismo. Os pesquisadores examinaram o efeito de composições dietéticas sobre queima calórica e descobriram que aqueles que consomem níveis adequados de proteína têm um maior gasto energético em repouso. 
Fonte: hypescience

Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.