Google+ Artista cria folha artificial capaz de realizar fotossíntese e abre porta para colonização espacial. | Curiosidades, Dicas e Humor

Artista cria folha artificial capaz de realizar fotossíntese e abre porta para colonização espacial.

As folhas naturais absorvem água e dióxido de carbono para produzirem oxigênio, tal processo é denominado fotossíntese. Um Artista inglês criou uma folha artificial capaz de realizar tal processo, abrindo assim as portas para a colonização espacial.


Julian Melchiorri, estudante de pós-graduação do Royal College of Art, afirma que as folhas podem ser usadas em áreas poluídas e em revestimento de edifícios para melhorar o ar nos locais, ''trazer uma amazônia para uma selva de pedra''. Além disso, tais folhas podem fornecer oxigênio para viagens espaciais, e até para a colonização de outros planetas.
Melchiorri disse em entrevista que a Nasa pesquisa formas de garantir suprimento de oxigênio para viagens internacionais longas, mas as plantas não se desenvolvem na gravidade zero, "Este material pode nos permitir explorar o espaço muito mais longe do que se pode agora" Afirmou.

O estudante vive em Londres, e estava trabalhando em sua folha enquanto cursava Inovação de Design e Engenharia, na RCA, e cooperou com os cientistas do laboratório de seda da Universidade Tufts, em Massachusetts para a engenharia do material.


As folhas são construídas com cloroplastos de células vegetais suspensas numa teia de proteínas de seda, tal proteína é extraída a partir da seda natural. "Este material tem propriedades surpreendentes, capazes de estabilizar moléculas", explicou.

Melchiorri afirma ter desenvolvido o “primeiro material fotossintético que está vivendo e respirando, assim como uma folha”. Tal como as folhas reais, o material necessita de uma pequena quantidade de água doce e luz para produzir oxigênio. Água e luz, duas coisas necessárias para que possamos usar essas folhas e criar nosso novo lar.

Segundo Melchiorri, o material consome pouca energia e sua incorporação em edifícios modernos, para absorver dióxido de carbono, tornaria-se algo bastante útil, revestindo fachadas e sistemas de ventilação. “Você pode absorver o ar de fora, passá-lo através destes filtros biológicos e, em seguida, trazer ar oxigenado para dentro”, explicou.

O artista tem criado abajures revestidos com esse material, pois a luz do abajur promove a energia necessária para a fotossíntese.

Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.