Google+ 10 coisas que café faz com o seu corpo | Curiosidades, Dicas e Humor

10 coisas que café faz com o seu corpo


Para quem gosta, toda hora é uma boa hora para um café, não é?

O que os amantes do café talvez não saibam, no entanto, é que a cafeína é a droga de mudança de humor mais usada no mundo, e o café é um dos jeitos mais populares de ingeri-la.

Os cientistas estão constantemente tentando descobrir mais sobre os vários efeitos que esta misteriosa bebida tem em nossos corpos. Olha só o que eles descobriram até agora:

1. Café causa alucinações

Sério. Um estudo realizado na Universidade de Durham (Reino Unido) em 2009 descobriu que as pessoas que consumiam pelo menos 315 mg de cafeína (cerca de três xícaras de café) por dia eram três vezes mais propensas a ter alucinações que as pessoas que consumiam doses menores de café. Ver coisas, ouvir vozes e sentir a presença de fantasmas estavam entre as experiências relatadas pelos participantes do teste. Essas experiências foram computadas como “alucinações” pelos pesquisadores.


De acordo com eles, a questão fundamental é: são as alucinações resultado do hábito de beber café, ou o café é algo que os alucinados usam como desculpa para lidar com suas experiências?

Pelo menos um estudo, conduzido pelo pesquisador Harold Koenigsberg em 1993, descobriu que a cafeína, quando injetada por via intravenosa para testar os participantes durante o sono, tinha o curioso efeito de induzir alucinações olfativas. Quando os participantes do teste acordaram, eles relataram ter experimentado uma variedade de cheiros estranhos. Um dos participantes, inclusive, disse ter sentido o cheiro de “plástico ou café queimado”.


2. Café faz seu intestino funcionar


O café é um estimulante. Isso é fato. Mas quando ouvimos isso, geralmente pensamos que esse estímulo fica restrito a atividade cerebral ou ao sistema nervoso. No entanto, uma das coisas que o café estimula é o peristaltismo, as contrações musculares que acontecem em suaves ondas no seu trato gastrointestinal. O que é interessante, porém, é que muitas pessoas experimentam a necessidade de fazer o número dois só com café (mas não com, digamos, bebidas energéticas). Outras pessoas chegam a experimentar esse efeito depois de beber cervejas descafeinadas, também. Além do mais, o desejo de ir ao banheiro provavelmente vem rápido demais para ser causado diretamente pela cafeína sozinha. De acordo com um estudo, a velocidade com que a resposta ocorre (aproximadamente dentro de quatro minutos depois de beber o café) sugere uma ação indireta sobre o cólon. Os pesquisadores suspeitam que o café pode induzir a uma “resposta gastrocolonical” agindo sobre os receptores epiteliais do estômago ou do intestino delgado. Esse mecanismo pode ser mediado por mecanismos neurais ou por hormônios gastrointestinais.

O café tem sido apontado como o responsável pela liberação de gastrina, que pode aumentar a atividade motora do cólon. Ou seja: o seu cafezinho de todos os dias pode ser um bom laxante.

3. Café ajuda a controlar distúrbios cognitivos

O consumo de café também tem sido associado com diminuição do risco de problemas cognitivos como demência, principalmente a doença de Alzheimer. Um estudo realizado em 2009 sugere que as pessoas que bebem café regularmente por 20 anos, algo em torno de 3 a 4 xícaras por dia, tem 65% menos probabilidade de desenvolver demência e doença de Alzheimer do que aqueles que bebem 2 xícaras ou menos.

4. Café provavelmente tem um efeito preventivo contra o diabetes tipo 2

Enquanto os estudos sobre a correlação entre o consumo de café e o câncer não são os mais atraentes e conclusivos, Frank Hu, epidemiologista da Universidade de Harvard, caracteriza os dados sobre café e diabetes tipo 2 como “bastante sólidos”. E essa afirmação ele faz com base em mais de 15 estudos publicados recentemente, sendo que a grande maioria tem demonstrado que o café ajuda na prevenção do diabetes tipo 2. Agora, há também evidências científicas de que o café descafeinado pode ter o mesmo benefício que o café regular.

De acordo com Hu, os benefícios da bebida provavelmente se resumem ao seu conteúdo antioxidante e mineral. Substâncias como magnésio e cromo, em particular, ajudam o corpo a fazer uso do hormônio insulina, que por sua vez auxilia o organismo a regular o açúcar no sangue.

5. Café não faz bem para bebês

Numerosos estudos têm apontado para uma correlação entre o consumo de café em mulheres grávidas e uma maior probabilidade de aborto espontâneo. Uma das pesquisas mais recentes e sem dúvida a mais completa até o momento, publicada em 2008, revelou que o risco de aborto é mais do que o dobro em mulheres que consomem 200 mg ou mais de cafeína por dia.

6. Café causa úlceras

Se você já teve a infelicidade de ter uma úlcera, sabe como se trata de algo extremamente doloroso. O café, por mais incrível que seja para alegrar nossas manhãs e voltas de almoço, pode causar estragos no forro do seu trato gastrointestinal, dando origem a úlceras e outras formas de irritação gástrica e danos. Adicione a isso o fato de que o consumo de café muitas vezes pode levar à ansiedade e irritabilidade, e você tem uma receita completa para dores de estômago devastadoras.

7. Café pode ajudar a prevenir câncer

Eu quase escrevi que o câncer odeia café, mas a palavra “ódio” é provavelmente um pouco forte demais. Claro, muitos estudos têm demonstrado correlações entre o consumo de café e o risco reduzido de câncer. Contudo, nenhum desses estudos consegue formar correlações particularmente fortes e realmente significativas.

8. Café pode provocar um aumento no seu colesterol

Um estudo realizado em 2007 na Universidade Baylor de Medicina determinou que a ingestão de cafestol e kahweol, moléculas estruturalmente semelhantes e encontradas exclusivamente em grãos de café, pode levar a aumentos significativos nos níveis de colesterol LDL em humanos.

Aqui está a boa notícia, no entanto: filtros de café de papel podem realmente se ligar às moléculas enquanto o café está sendo passado, de modo que elas nunca chegam ao seu corpo em quantidades significativas.

9. O café ajuda a combater a sua dor de cabeça, ou alguma coisa do tipo

Como se vê, as pesquisas sobre a relação entre o consumo de café e alívio da dor estão cheias de resultados aparentemente contraditórios. Como, por exemplo, este estudo publicado em 2009 no Journal of Headache and Pain. Os autores encontraram uma relação entre o consumo elevado de cafeína (aproximadamente 500 mg/dia) e a prevalência de cefaléia, mas também mostraram que os sintomas de dor de cabeça crônica (mais de 14 dias por mês) eram mais comuns em pessoas com um consumo de cafeína considerado de baixo a moderado (aproximadamente 125 mg de cafeína/dia). Os autores escrevem que “os resultados podem indicar que um alto consumo de cafeína transformam dor de cabeça crônica em uma dor de cabeça menos frequente”.

10. Café + medicação para dor = alívio extra

Cortar sua ingestão de café pode levar a dores de cabeça e outros sintomas de abstinência. Mas mesmo se você não for um bebedor de café regular, daqueles dos mais viciados, a cafeína pode realmente ajudar a aliviar a dor mais rápido. A cafeína pode fazer com que analgésicos sejam 40% mais eficazes no tratamento de dores de cabeça. Além disso, ela também acelera a reação do organismo a outros medicamentos. É por isso que muitos remédios daqueles de balcão de farmácia para dor de cabeça também contêm cafeína.

Fonte: hypescience.com

Image and video hosting by TinyPic
03 unidades - R$9,99
10 unidades - R$27,00
100 unidades - R$250,00
Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.