Google+ Sabia que leite pode não estar lhe fazendo tão bem quanto você pensa | Curiosidades, Dicas e Humor

Sabia que leite pode não estar lhe fazendo tão bem quanto você pensa

Desde crianças ouvimos de nossos pais, comerciais de televisão, propagandas: "Beba muito leite e você vai se manter saudável, ter ossos fortes e ficará longe de complicações de saúde". Mas uma vez que as instituições começaram a rever o quão saudável é o leite para nós, descobriram que a resposta pode ser um pouco perturbadora para aqueles que juram lealdade ao laticínio pela manhã.

Primeiro, a boa notícia: Cálcio é absolutamente necessário para um corpo saudável em geral, e o leite contém uma grande quantidade de cálcio.


No entanto, o leite também contém outras coisas que não são tão boas para nós, especialmente os leites integrais. Leites integrais - e outros produtos derivados -, podem conter níveis elevados de gordura saturada; esta não atrapalha apenas a vida de quem quer estar de bem com a balança, mas também pode fazer mal para a estrutura óssea.

A Escola de Saúde Pública de Harvard esteve observando a questão de quão eficaz é o leite em manter condições como a osteoporose longe. E eles descobriram que não há evidência real de qualquer correlação positiva entre a qualidade de leite (e derivados) ingeridos e a probabilidade de prevenir o desenvolvimento da osteoporose. O estudo levou em conta 25 anos de dados abrangentes.


De acordo com outro estudo que analisou 72 mil mulheres e a frequência com que elas bebiam leite, aquelas que bebiam dois copos por dia sofreram mais fraturas do que aquelas que beberam apenas ocasionalmente.

Existem também alguns estudos perturbadores que encontraram uma correlação entre beber leite e maior chance de obter câncer. Um estudo publicado no Journal of the National Cancer Institute encontrou uma correlação entre uma maior chance de sobreviver ao câncer de mama entre mulheres que não bebem muito leite. O estudo não visava diretamente o leite, mas as gorduras presentes nele. Outros tipos de gorduras saturadas tiveram pouco ou nenhum efeito sobre as taxas de mortalidade, mas apenas gorduras lácteas apresentaram impacto direto.

Outros estudos também associam o consumo de leite com uma maior chance de adquirir câncer de próstata. Homens que bebem menos leite são estatisticamente menos propensos a desenvolver o câncer de próstata.

Os que não bebem leite e consomem cálcio de outros lugares também possuem, estatisticamente, menores níveis de colesterol.

Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.