Google+ Como tocar uma estrela com as próprias mãos a partir do seu carro | Curiosidades, Dicas e Humor

Como tocar uma estrela com as próprias mãos a partir do seu carro


Quando se é apaixonado por ciência, tudo no mundo pode parecer extraordinário, até mesmo o pó em seu carro.

Carl Sagan, astrônomo com a alma de um poeta, gostava de nos lembrar que todos somos formados de pó de estrela. Mas do que realmente Sagan estava falando? Há duas respostas para esta pergunta.

Cada átomo em seu corpo foi produzido no espaço há milhares de anos. Os tipos mais simples de átomos de hidrogênio datam do Big Bang, nos primórdios do universo, 13,7 bilhões de anos atrás.

Todo o resto – carbono, oxigênio, ferro, etc – nasceu da fundição de estrelas, uma vez que elas começaram a se formar, cerca de um bilhão de anos após o Big Bang. Então, o que Carl Sagan estava nos dizendo é que as estrelas não estão apenas no céu para as apreciarmos. O material das estrelas está aqui mesmo, na Terra, neste momento.

Agora, vem algo ainda mais louco, que é o que liga a Terra diretamente aos céus. Como todo esse material de estrela chegou aqui? Através de sujeira, ou seja, poeira espacial.

Cinco bilhões de anos atrás, o sistema solar não era nada mais do que um grande disco de gás e poeira girando em torno do recém-formado sol. O gás era formado de átomos de livre flutuação, mas a poeira já era algo mais. As pequenas manchas de matéria sólida, estes humildes grãos minerais, eram as chaves para a criação dos planetas.

Tudo começou com pequenas coligações: dois grãos de poeira se grudaram e fizeram um grão maior.
Eventualmente, grãos maiores colidiram e formaram pedras. Em seguida, pedras criaram rochas, que se tornaram asteroides do porte de montanhas viajando através do espaço, até o mundo azul-esverdeado lindo em que você está sentado agora.

Se você pegar um torrão de terra pode estar, sem dúvida, tocando poeira espacial que uma vez que flutuou livre na escuridão do espaço 5 bilhões de anos atrás (a menos que tenha acabado de chegar aqui).
E mais sujeira pode chegar a qualquer momento. É só observar seu carro sujo agora mesmo.

Todos os anos, cerca de 100.000 toneladas de sujeira espacial caem em nosso planeta. Claro, nem tudo isso vêm de uma só vez. A cada dia, cerca de cem toneladas de material espacial atinge a Terra. A maior parte vem na forma de poeira interplanetária pega no campo gravitacional da Terra. Mas, em qualquer noite, também podemos receber material maior: meteoros que queimam em nosso céu. Depois de sua jornada de fogo através da atmosfera, a maior parte desse material acaba como poeira no chão também.

Então, se você fizer as contas – e eu fiz -, as cem toneladas de sujeira espacial se traduzem em cerca de 10.000 grãos de poeira adicionados ao seu carro todos os dias. Se você, como eu, não for fã de lavar seu veículo, são grandes as chances de que passar a mão no vidro traseiro do seu carro deixe pelo menos alguns pequenos pedaços de poeira espacial estelar em seus dedos. Incrível, não?

Fonte: hypescience.com
Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.