Google+ Os 6 maiores erros que os pais cometem | Curiosidades, Dicas e Humor

Os 6 maiores erros que os pais cometem


Disciplinar crianças é uma atividade cansativa e, como elas não vem com um manual, muitos pais erram com medo de exagerar e ser severos demais. Veja aqui alguns dos erros mais comuns, que acabam prejudicando a criança mais tarde.

1. Estar sempre “salvando” a criança

É importante não descuidar de crianças, para garantir que elas estejam seguras e saudáveis, mas às vezes isto deve ser feito à distância. As crianças devem aprender a resolver seus próprios problemas e a pensar de forma crítica.

Pode parecer que seu filho está demorando muito para fazer seu trabalho de escola, mas fazer por ele não o ajuda em nada. E quando duas crianças estão brigando, se um adulto sempre se intromete e resolve a disputa por elas, elas não vão aprender a resolver seus problemas de seu próprio jeito.

2. Esperar sempre o pior

Crianças “problema” permanecem “problemáticas” até que alguém lhes dê atenção apropriada. Quando uma criança ouve os pais dizerem continuamente que ela é má, ela acaba se tornando o que os adultos esperam dela, uma “criança má”.

As crianças precisam saber que alguém acredita nelas, que acredita no seu potencial para fazer o bem, que reconheça até mesmo as menores mudanças para melhor. As crianças anseiam encorajamento!

3. Lutar cada batalha

Crianças podem entrar de cabeça em conflitos, agindo com confiança e teimosia. Cabe aos adultos saber quais lutas deve lutar até o fim, e quando fazer concessões.

Ao lidar com seus filhos, você precisa saber quando ser firme e disciplinador, e quando aliviar um pouco e alcançar um meio-termo.

4. Negócios arriscados

Os tempos mudaram, e hoje é arriscado deixar suas crianças se afastarem sem ter um celular junto. Mas as crianças não mudaram, e uma coisa que elas querem é passear pela vizinhança, explorar, conhecer outras crianças, e ter grandes aventuras.

É importante encontrar tempo e lugar para deixá-las terem experiências próprias. É preciso deixá-las cair e aprender a levantar, deixá-las sofrerem decepções, deixá-las ganharem suas próprias cicatrizes. Você não vai estar sempre perto para protegê-las, e a melhor coisa que você pode fazer é dar a elas a confiança de que saberão se levantar sozinhas, e o discernimento de reconhecer situações perigosas.

Esteja preparado para interferir quando uma situação for demais para uma criança, mas nos outros casos, deixe que elas cometam seus próprios erros e aprendam com eles. A dor também é um professor valioso.

5. GRITAR!

Respire e conte até dez se for necessário, mas seja lá o que você fizer, não fique extremamente furioso na frente de seus filhos. Ao gritar com eles, você está mostrando que perdeu o controle.

Mantenha a calma, dê um passo para trás, e chegue a uma solução racional junto com a criança.

6. Suborno

Reforço positivo é bom, mas ele não deve ser usado para tarefas básicas que façam parte das obrigações da criança. Premiar todo bom comportamento vai levá-la a ter expectativas irreais sobre o mundo e uma sensação de que ela tem direito a ganhar alguma coisa sem ter feito nada de mais – o que não será bem apreciado pelas outras pessoas na hora em que ela precisar enfrentar uma situação fora de casa.

Fonte: hypescience.com
Share on Google Plus

About Lello Pensador

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.